Seleção de populações de Bromus auleticus, uma gramínea perene de inverno

Neste trabalho objetivou-se selecionar as melhores populações de cevadilha vacariana (Bromus auleticus) mediante avaliação do seu desempenho agronômico e de caracteres morfológicos relacionados à persistência. Oito populações oriundas de quatro municípios do Rio Grande do Sul (Santana do Livramento: A5, A6, A23 e A26; Uruguaiana: A7, A8; Júlio de Castilhos: A17; Quaraí: A27) foram cultivadas em linhas de 5 m, contendo entre 12 e 15 plantas. O transplante foi realizado no dia 16/6/2004 e as avaliações, iniciadas aos 125 dias após o transplante. As plantas foram avaliadas quanto ao hábito de crescimento, à produção de sementes e de matéria seca (MS) e à composição química nos anos 2004 e 2005. Uma vez que o ciclo de crescimento da espécie é hibernal, não foi possível avaliar no primeiro ano a produção de matéria seca. Durante o outono-inverno do segundo ano, as plantas foram submetidas a cinco cortes em intervalos de 31 a 47 dias. Verificou-se variabilidade interpopulacional quanto a hábito (semi-prostrado a ereto), número de panículas (9 a 200/linha), circunferência (29,3 a 36,5 cm/planta), produção (0,6 a 77,2 g/linha) e peso de 1.000 sementes (4,7 a 6,6 g), produção de MS média por corte (137 a 421 g/linha) e total (686 a 2105 g/linha), proteína bruta (14,3 a 21,8%), fibra em detergente ácido (21 a 28,3%), fibra em detergente neutro (53,4 a 58,9%) e hemicelulose (25 a 33,2%). As populações A5, A23 e A26, pelo melhor desempenho agronômico, e a população A8, pela presença de rizomas, são indicadas para continuidade do programa de melhoramento da espécie.

Saved in:
Bibliographic Details
Main Authors: Scheffer-Basso,Simone Meredith, Fávero,Fernando, Jouris,Cristiana, Dall'Agnol,Miguel
Format: Digital revista
Language:Portuguese
Published: Sociedade Brasileira de Zootecnia 2009
Online Access:http://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982009000200005
Tags: Add Tag
No Tags, Be the first to tag this record!