Análise dos índices de extremos para o semi-árido do Brasil e suas relações com TSM e IVDN

Este trabalho objetiva verificar as tendências de índices de detecção de mudanças climáticas, dependentes da precipitação pluvial diária, nos estados do RN e PB e analisar suas relações com o IVDN e anomalias de TSM nas regiões de Niño 1+2, Niño 3, Atlântico Tropical Norte (ATN) e Atlântico Tropical Sul (ATS). Utilizou-se dados de precipitação de 44 postos, no período de 1935 a 2000, representando todas as microrregiões dos dois Estados; de IVDN, obtidos da NOAA/AVHRR, no período de 1980 a 2000 e de anomalias de TSM, cedidos pela NOAA, de 1950 a 2000. Observou-se uma tendência de aumento das condições de umidade sobre os dois estados. O índice dias consecutivos secos apresentou correlação estatisticamente significativa com as anomalias de TSM das áreas ATN e ATS. Enquanto, os índices dias muito úmidos e quantidade máxima de chuva em cinco dias mostraram correlações significativas com as regiões dos Niño 1+2 e 3 e com a TNA. Em geral, observou-se que o IVDN da Caatinga é mais dependente dos extremos de precipitação do que os da Mata Atlântica. De acordo com os resultados obtidos concluiu-se que as mudanças climáticas detectadas pelos índices são resultantes tanto dos fatores de grande escala como de escala local. Outro resultado obtido foi influência do ENOS sobre os índices extremos de chuva e consequentemente sobre clima e a dinâmica da vegetação do Semi-árido.

Saved in:
Bibliographic Details
Main Authors: Santos,Carlos Antonio Costa dos, Brito,José Ivaldo Barbosa de
Format: Digital revista
Language:Portuguese
Published: Sociedade Brasileira de Meteorologia 2007
Online Access:http://old.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-77862007000300003
Tags: Add Tag
No Tags, Be the first to tag this record!