Índice de vegetação padronizado a partir de imagens do SPOT-Vegetation na detecção de estiagens na região sul do Brasil.

Estiagens são fenômenos meteorológicos associados a prejuízos na agricultura, acarretando quebra de safras agrícolas. A ocorrência de estiagens na região sul do Brasil é frequente no período crítico para a cultura da soja devido à elevada demanda da atmosférica na primavera‐verão. Diante d...

Full description

Saved in:
Bibliographic Details
Main Authors: LEIVAS, J. F., ANDRADE, R. G., VICTORIA, D. de C., TORRESAN, F. E., BOLFE, E. L.
Other Authors: JANICE FREITAS LEIVAS, CNPM; RICARDO GUIMARAES ANDRADE, CNPM; DANIEL DE CASTRO VICTORIA, CNPM; FABIO ENRIQUE TORRESAN, CNPM; EDSON LUIS BOLFE, CNPM.
Format: Anais e Proceedings de eventos biblioteca
Language:pt_BR
por
Published: 2013-01-17
Subjects:Indice de vegetação padronizado,
Online Access:http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/945689
Tags: Add Tag
No Tags, Be the first to tag this record!
Description
Summary:Estiagens são fenômenos meteorológicos associados a prejuízos na agricultura, acarretando quebra de safras agrícolas. A ocorrência de estiagens na região sul do Brasil é frequente no período crítico para a cultura da soja devido à elevada demanda da atmosférica na primavera‐verão. Diante disso, o monitoramento de estiagens tem fundamental importância para o setor agrícola, em especial para a cultura soja, devido à forte influência econômica da cultura para a região. O objetivo deste estudo foi avaliar o Índice de Vegetação Padronizado (IVP) no monitoramento da ocorrência de estiagem no período crítico da soja em municípios da região Sul do Brasil que plantam mais de 7000 ha da leguminosa. Para tanto, foram utilizados dados decendiais do produto V2KRNS10 decendial do satélite SPOT‐Vegetation, referente ao NDVI (Normalized Difference Vegetation Index) do período de 1998 a 2012 para avaliar o vigor da vegetação no período compreendido entre o 1° decêndio de dezembro ao 3° decêndio de fevereiro do ano agrícola 2011/2012. Foi aplicada a metodologia proposta por Park et al (2008) com a finalidade de padronizar os dados e possibilitar avaliar o vigor da cobertura vegetal na Região Sul do Brasil. Foram obtidas áreas com anomalias negativas de vegetação, ou seja, com baixo vigor vegetativo na Região Sul do Brasil. Os resultados obtidos corroboram com as baixa produtividade da soja no ano agrícola 2011/2012, conforme dados da CONAB (2012), cuja estimativas apontam para a redução da colheita de soja em torno de 8,95 milhões de toneladas. Os resultados evidenciam o potencial do IVP para o monitoramento de estiagens, podendo auxiliar na tomada de decisão para o setor agrícola.